Next Seguros
nossas matérias

Viagem para Europa: Dicas da Next

Organizar uma Viagem pela Europa por conta própria depende de diversos fatores, como a definição de que estilo de viagem você pretende fazer.Isso irá nortear todas as suas escolhas e planejamento de uma Viagem pela Europa. Algo mais econômico como um mochilão, uma viagem família que prioriza conforto e boa hospedagem ou um meio termo entre essas opções. Então listamos alguns passos para que a sua viagem para o velho continente seja incrível! 

 

1-Checar Passaporte e Vistos

Para viajar para e pela Europa é necessário ter um passaporte válido por mais de 6 meses.

Se você for viajar e a data de expiração de seu passaporte estiver para vencer dentro do período de sua viagem, o ideal é solicitar a renovação, pois alguns países podem encrencar e não aceitar o documento quando vêem que está próximo do vencimento.

Em relação a vistos, uma grande parte dos países da Europa faz parte da Área Schengen, um acordo que permite livre circulação, sem a necessidade de visto, para e entre esses países num período de até 90 dias destinado a turismo.

 

 

 

Os 25 países pertencentes a área Schengen são: Áustria, Bélgica, República Tcheca, Dinamarca, Estônia, Finlândia, França, Hungria,Alemanha, Grécia, Holanda, Islândia, Itália, Latvia, Lithuania, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polônia, Portugal, Eslovakia,Eslovênia, Espanha, Suécia e Suíça. Embora alguns países como a Croácia não estejam nessa lista, o período permitido para turismo é o mesmo de 90 dias, mas em todo caso o ideal é checar com o consulado de cada pais.

São atualmente 27 países europeus que não solicitam visto de entrada para turistas brasileiros e isso facilita e muito uma viagem pelo continente antigo, principalmente as viagens de trem que acabam por ser populares e uma excelente ideia de explorar vários países em uma viagem.

Outro documento importante é o Certificado Internacional da Vacina Amarela. Teoricamente a Europa não exige esse documento, mas vale pesquisar se algum dos seus destinos realmente não precisa.

 

2-Pesquisar passagens aéreas

Há muitas ferramentas online disponíveis para informar e pesquisar preços de passagens aéreas, além de promoções para vários destinos na Europa com preço bem acessível.

A maioria das companhias aéreas parcelam os valores da passagem no cartão de crédito. Além disso, existem alguns truques para sempre saber das melhores tarifas. Um deles é fazer a pesquisa com antecedência e criar alertas de preço para receber por um tempo e ser avisado quando o preço baixar. 

 

Sites para pesquisar preços e fazer alertas de valores:

Google Flights - plataforma do Google onde é possível fazer pesquisa de voos, inclusive multicidades. Acompanhe pela data dos voos de companhias aéreas disponíveis e valores. É possível gravar o trajeto desejado e receber por email alertas quando o preço baixar ou aumentar

Skyscanner - plataforma semelhante a do Google Flights

Expedia - Serve para comparar preços de companhias e outros sites.

Sites como Decolar.com e Submarino cobram taxas, mas vale a pena pesquisar.

 

Sites de companhias aéreas lowcost dentro da Europa:

Ryanair e Easyjet. 

(O Skyscanner e o site Momondo podem ser utilizados para fazer a pesquisa e conseguir preços baixos)

 

Promoções de passagens aéreas

Melhores Destinos - cadastre-se e siga as redes sociais, frequentemente são postadas promoções para Europa.

 

3-Montar o Roteiro

Pelo número de destinos possíveis numa viagem à Europa, ter um roteiro planejado é importante. 

Vai depender de quanto tempo será a viagem e quais destinos são essenciais para você e sua viagem.

Defina os países e as cidades que pretende visitar e quantos dicas pretende ficar em cada uma delas.  Para isso, pesquise bastante sobre as atrações que pretende ir. Os Blogs de viagem são excelentes e ótimos aliados nesse momento, pois você vai conseguir saber se deve ficar apenas um dia em tal cidade ou se ela merece mais tempo devido a todas as atrações turísticas que pretende visitar.

Faça uma planilha ou use apps como MyTrip, Tripit, Plnnr e o Tripomatic diretamente em seu smartphone.

 

 

 

4- Pesquisar e definir a Logística

Aluguel de carro e viagem de trem pela Europa

Uma viagem pela Europa pode ser feita de diversas maneiras. Vai depender da quantidade de destinos, disponibilidade de tempo e a distância entre eles. 

Você pode escolher ou combinar diversas formas de transporte, dependendo do seu destino. Aluguel de carro, trem, ferry boats, motorhome, avião, etc.

Viagens de transporte terrestre são muito bacanas, seja por carro, ônibus ou trem, pois você pode aproveitar as paisagens incríveis. Mas se o tempo for curto procure por cias áreas lowcost e aproveite!

 

 

 

5- Hospedagem

Talvez essa seja a parte mais fácil de decidir após, já que os destinos já foram decididos. Aproveite os sites mais famosos para comparar, como Trivago, Booking, Expedia, AirBnb, etc.

A escolha da hospedagem também vai depender das expectativas da viagem. Vale a pena escolher hostels se você quer conhecer mais pessoas e procura agito, ou hotéis mais reservados se é uma viagem de família ou casal.

 

6 - Contratar um Seguro Viagem/Assistência médica

Na Next Seguro Viagem tem os  planos mais completos que  atendem todos os tipos de viagem.

 

 

 

 

7-Definir quanto deseja gastar e como levar o dinheiro

Você precisa ter uma média de quanto dinheiro pode gastar. Em relação a passagem aérea e seguro viagem, você pode pagar no cartão de credito, mas planeje-se para saber quanto dinheiro em espécie terá para os gastos durante a viagem. Uma boa ideia é baixar aplicativos que auxiliam nessa tarefa de planejar e controlar os gastos na viagem como o Expensify, Travel Budget e o Travel Pocket.

Além disso, verifique as opções para levar esse dinheiro.  Cartões pré-pagos estão sujeitos a taxas como o IOF, mas é uma opção prática assim não precisava levar todo o dinheiro em espécie. Sobre trocar dinheiro fique de olho no câmbio e pesquise em diferentes casas de câmbio, pois sempre há uma diferença nas taxas e valores. Uma dica é ir comprando moeda aos poucos assim minimiza a possibilidade de comprar uma grande quantia quando o câmbio estiver alto. Nunca leve dinheiro na mala que será despachada. Esse é um erro grave porque a bagagem nunca está segura e pode ser extraviada.

 

8-Escolher a mala e cuidados com a Bagagem

Fique de olho na quantidade de bagagem permitida para o embarque. Normalmente em uma viagem pela Europa, em classe econômica, é possível despachar uma mala de até 23kg e levar outra a bordo de 7 a 12kg. Se for viajar no verão o peso acaba não sendo uma grande preocupação devido ao peso das roupas, mas no inverno é bom se atentar. Se for possível pese a mala antes com algum tipo de balança caseira, para evitar surpresas.

Se pretende utilizar mochilão, pesquise e compre um de boa qualidade que não sobrecarregue as suas costas e faça um teste antes para ver se consegue caminhar com ele.

 

9-Aprender palavras básicas do Idioma

Embora na maioria dos países europeus mais visitados as pessoas falem inglês, há exceções como Paris, em que saber o básico do francês abre portas e ajuda ao buscar informações. O ideal é se planejar antes da viagem e aprender algumas palavras e frases básicas na língua do pais que vá visitar principalmente se você quiser fazer amizades porque soa muito mais simpático alguém tentando se comunicar usando algumas palavras básicas do idioma local. Utilizar aplicativos como o Google Translate também vão auxiliar muito a sua viagem.

 

 

10-Se planejar com os horários de cada país

Cheque os horários dos países em que vai visitar: Basicamente a Europa apresenta três zonas de tempo diferentes:

Greenwich Mean Time (GMT) inclui a Grã Bretanha, Islândia , Irlanda e Portugal

Central European Time (CET) ? GMT+1 hour ? Áustria, Bélgica, Croácia, Republica Tcheca, Dinamarca,França, Alemanha, Holanda, Hungria, Itália, Luxemburgo, Malta, Mônaco, Noruega, Polônia, Eslováquia, Eslovênia, Espanha,Suécia e Suíça

Eastern European Time (EET) ? GMT+2 hour ? Bulgária, Chipre, Estônia, Finlândia, Grécia, Latvia, Lithuania,Romênia, Turquia e Ucrânia..

O ideal é trocar o horário em seu relógio assim que desembarcar em cada país, evitando assim erros de planejamento. Se bem que hoje em dia os smartphones já fazem esse trabalho sozinhos.

 

11-Trocar Moeda

Os países que fazem parte da União Europeia utilizam o euro, mas alguns como a Croácia que foi adicionada recentemente à UE ainda usa sua antiga moeda chamada kuna. A Suíça é um exemplo de país que está fora da UE e a moeda utilizada é o franco suíço.

Cheque a moeda utilizada em cada país antes de viajar, para já se planejar e lembrar de trocar moeda. Como disse anteriormente eu sempre procuro ir trocando aos poucos, de 1 a 2 meses antes da viagem e vou checando o câmbio além de fazer uma pesquisa em casas de câmbio diferentes.

Você pode baixar alguns apps em seu smartphone para ajudar na conversão de moedas

 

12-Pesquisar sobre o Clima

É importante também se informar a respeito do clima de cada país na época que vai visita-lo assim poder organizar a mala e se antecipar a um inverno rigoroso por exemplo. Claro que tudo depende das atividades que pretende fazer!

Na Europa a alta temporada começa no final de maio e vai até a primeira ou segunda semana de agosto. É o Verão europeu e destinos de praia bombam como Croácia, Grécia, ilhas como Ibiza e Sicília.

 

 

 

13-  Não esqueça dos Carregadores e Adaptores

Uma dica é comprar um adaptador universal que pode ser encontrado antes mesmo de embarcar, em lojas no aeroporto.

Cuidado também ao carregar produtos que não sejam bivolt pois a maioria dos países na Europa utiliza a voltagem de 220V. As exceções são a Grã Bretanha, Irlanda do Norte e Chipre que utilizam 240V.

Quanto a smartphones e câmeras há diversas opções de carregadores portáteis daqueles que você carrega normalmente na tomada e depois usa para carregar os aparelhos. Super prático e indispensável em viagens onde dependemos muito da câmera e smartphone para compartilhar momentos e buscar informações na internet.

 

14- Esteja ciente dos Feriados públicos

Cheque se na data em que vai viajar não é feriado público no país ou cidade específica, o que pode causar interferências em seus roteiros, já que as atrações turísticas de alguns países fecham nesses dias. Mas há também um lado positivo onde algum feriado e festa popular poderia acrescentar ao seu roteiro uma dose extra de cultura local.

 

15-Esteja atento e tome algumas medidas de segurança

Em geral viajar pela Europa é bem seguro, mas é preciso estar atento a casos de pickpocketing que é quando alguém rouba dinheiros ou objetos de valor de seus bolsos e bolsas sem que você perceba. Em alguns lugares como Paris é bem comum acontecer, seja em lugares muito lotados como estações de trem.

Se estiver carregando dinheiro utilize uma doleira, qual você utiliza por baixo da roupa. Faça cópias por segurança de seu passaporte, cartões de credito e outros documentos e deixe em seu email para o caso de perda ou extravio, irá facilitar bastante o processo.

Pode parecer complicado, mas não, organizar a sua viagem para a Europa é extremamente prazeroso e vai valer à pena cada minuto!

 

Outras matérias

Veja todas as matérias